ONS volta a reduzir projeções para o fim do mês

A Energia Natural Afluente (ENA) acumulada nos dez primeiros dias de abril diminuiu em todos os submercados do país. A queda mais expressiva foi no Sul, cujas vazões  passaram de 183% da Média de Longo Termo (MLT), no dia 01/04/16, para 133%, no dia 10/04/16. Neste caso, embora haja redução significativa, a situação é confortável, considerando os volumes acima da média histórica. Já no Sudeste/ Centro-Oeste, a baixa foi de 14 pontos percentuais – no dia 10/04/16, as vazões acumuladas foram equivalentes a 87% da MLT. A queda chegou a 9 pontos percentuais no Nordeste e um ponto percentual no Norte, ambos em termos de percentual da média histórica.

A tendência de diminuição é resultado do início do período seco em todo o país e também de um acontecimento específico. Na segunda semana de abril, o território nacional sofreu a influência de uma zona de alta pressão, um fenômeno que faz com que o tempo fique ainda mais seco e também provoca o aumento das temperaturas, reduzindo o volume de vazões.

Fonte: Operador Nacional do Sistema (ONS)/ Dados de 11/04/16

Fonte: Operador Nacional do Sistema (ONS)/ Dados de 11/04/16

Houve, ainda, redução nas perspectivas de vazões acumuladas até o fim de abril em todo o país, exceto no Sul, de acordo com dados do Operador Nacional do Sistema (ONS).

Fonte: Operador Nacional do Sistema (ONS)/ Dados de 11/04/16

Fonte: Operador Nacional do Sistema (ONS)/ Dados de 11/04/16

Mais notícias sobre Energia Renovável