Em 2015, o nível de ENA do Sudeste ficou mensalmente, em média, 22% acima do observado em 2014 e esteve, em alguns momentos, acima da Média de Longo Termo (MLT), conforme mostra o gráfico abaixo:

Fonte: ONS *Outubro considera a previsão de vazões da 2ª revisão do PMO/ONS

Fonte: ONS
*Outubro considera a previsão de vazões da 2ª revisão do PMO/ONS

O submercado Sul se manteve acima da MLT em 2015, porém não apresentou, em nenhum momento, níveis tão altos como o observado em junho do ano passado. O Nordeste, por sua vez, elevou o nível de vazões, em alguns meses, acima do que foi observado em 2014, porém continua muito abaixo da média.

É importante notar que, excetuando-se o Sul, todos os submercados apresentaram, no primeiro quadrimestre do ano, valores muito abaixo da média, porém se aproximaram mais da MLT ao longo do ano. Esta condição hidrológica foi negativa para a recuperação do nível dos reservatórios, visto que esta época do ano é o período mais úmido e o melhor momento para o nível dos reservatórios se recuperarem.

Mais notícias sobre Energia Renovável