A figura 1 mostra o comparativo entre os valores da precipitação prevista, observada, normal climática para o período de 1981 a 2010 e a porcentagem do desvio em relação à climatologia para a semana operativa do ONS de 8 a 14 de agosto.

Observou-se as características de tempo seco na semana operativa de 8 a 14 de agosto (figura 1b), na maior parte do País. As regiões que apresentaram totais pluviométricos foram a costa leste da região Nordeste, o litoral do Espírito Santo, a região oeste do Amazonas e a região extremo sul do Rio Grande do Sul. Quando comparado com o previsto pelo modelo ETA (figura 1a), nota-se que, na maior parte do país, houve correspondência com a previsão, exceção feita à região Sul, onde a previsão de precipitação posicional com totais significativos entre o sul da Santa Catarina e o sul do Rio grande do Sul não se verificou. O desvio da precipitação observada (figura 1b) em relação à esperada, normal climática para a semana operativa (figura 1c), mostrou que, na maior parte do País, os valores observados de precipitação ficaram 90% abaixo do normal (figura 1d).

Figura 1:

Fonte: Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climático/Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais/Operador Nacional do Sistema (CPTEC/INPE/ONS) e Climate Prediction Center/National Centers for Environmental Prediction/National Oceanic and Atmospheric Administration (CPC/NCEP/NOAA).

Fonte: Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climático/Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais/Operador Nacional do Sistema (CPTEC/INPE/ONS) e Climate Prediction Center/National Centers for Environmental Prediction/National Oceanic and Atmospheric Administration (CPC/NCEP/NOAA).

A figura 2 mostra as previsões de precipitação feitas pelos modelos ETA (CPTEC/INPE/ONS), figura 2a, e COSMO (INMET), figura 2b, para semana operativa do ONS de 15 a 21 de agosto. A figura 3 mostra a normal climática de 1981 a 2010 (OMM) para mesma semana operativa.

Na previsão de precipitação para a semana operativa atual, de 14 a 21 de agosto, os modelos ETA e COSMO (figuras 2a e 2b) mostram, respectivamente, totais significativos de precipitação entre o sul do Estado do Paraná e o Rio Grande do Sul. Entretanto, diferem nos valores previstos para a região Sudeste. O ETA mostra totais significativos na previsão; no modelo COSMO, isso não se observa. Para as demais regiões do País, os modelos mostram tempo seco sem totais significativos de precipitação prevista. Este fato ressalta a característica observada nessa época do ano, de tempo seco e totais de precipitação reduzidos na maior parte do País, como se observa na normal climática para a semana operativa (figura 3).

Figura 2:

 

Fonte: Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climático/Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais/Operador Nacional do Sistema (CPTEC/INPE/ONS) e Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).

Fonte: Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climático/Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais/Operador Nacional do Sistema (CPTEC/INPE/ONS) e Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).

Figura 3:

Fonte: Climate Prediction Center/National Centers for Environmental Prediction/National Oceanic and Atmospheric Administration (CPC/NCEP/NOAA).

Fonte: Climate Prediction Center/National Centers for Environmental Prediction/National Oceanic and Atmospheric Administration (CPC/NCEP/NOAA).

Legenda:

Figura 1: Mapas de precipitação para semana de 8 a 14 de agosto, em (a) precipitação acumulada prevista pelo modelo ETA (CPTEC/INPE/ONS), em (b) precipitação acumulada observada para semana, em (c) normal climática (1981 a 2010) para a semana e em (d) porcentagem do desvio em relação a normal climática (CPC/NOAA).

Figura 2: Precipitação acumulada prevista pelos modelos em (a) ETA 40 km (CPTEC/INPE/ONS) e (b) COSMO 7 km (INMET) para o período de 15 a 21 de agosto.

Figura 3: Normal climática de 1981 a 2010 (OMM) para a semana operativa do ONS de 15 a 21 de agosto.

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais notícias sobre Energia Renovável