No primeiro semestre de 2015, o custo alto da energia elétrica e a redução da atividade econômica acarretaram na redução do consumo e consequente redução da geração de energia, como se observa nos gráficos abaixo:

consumo de energia por tipo de ambiente

Fonte: CCEE

Houve uma redução substancial de geração hidrelétrica entre Janeiro e Junho de 2015 em comparação com o mesmo período do ano passado, conforme mostra o gráfico a seguir:

Fonte: CCEE

Fonte: CCEE

O atendimento da carga de energia pela geração é feito pela otimização do modelo (ver artigo), onde é priorizado o despacho hidráulico e despacho térmico das usinas com o menor Custo Variável Unitário (CVu).

Entretanto, por causa do baixo nível dos reservatórios, principalmente no Nordeste, o alto nível de geração térmica foi mantido e o atendimento do consumo de energia tem sido realizado mesmo com a redução do despacho hidrelétrico.

Apesar do CMSE ter reduzido o despacho das térmicas fora da ordem de mérito acima de 600 R$/MWh, o despacho térmico em junho está muito maior do que o despacho de janeiro, para poupar os reservatórios.

Mais notícias sobre Energia Renovável