• Em relação a março de 2014, o consumo de energia caiu – 1,45%

O Índice Setorial Comerc, estudo mensal que avalia os dados de consumo de energia elétrica das 540 unidades sob administração da empresa no mercado livre de energia, revela que, em março de 2015, o consumo de energia no mercado livre caiu –0,20% em relação ao mês anterior. No comparativo anual, o consumo de energia caiu -1,45% em relação a março de 2014. Importante observar que março de 2015 teve três dias úteis a mais do que fevereiro do mesmo ano e dois dias úteis a mais do que março de 2014 e, ainda assim, o consumo de energia foi inferior nos dois comparativos – mensal e anual.

No comparativo anual do Índice Comerc, o consumo de energia caiu –1,45% em março de 2015 em relação ao mesmo mês do ano passado, o que está alinhado aos dados preliminares de medição coletados entre 1º e 14 de abril pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), que confirmam o viés de queda. Segundo a CCEE, o consumo de energia elétrica teve variação negativa tanto no mercado cativo quanto no livre, neste período. “O consumo cativo, de 42.896 MW médios, foi 5% menor que o registrado no mesmo mês do ano passado, enquanto os agentes livres apresentaram redução de 6,4%, e consumo de 14.494 MW médios.”

indice_setorial_comerc_consolidado

Fonte: Comerc

No histórico do comparativo anual, abaixo, observa-se que o patamar do consumo de energia no mercado livre nesses três primeiros meses do ano é inferior ao de 2014, com quedas de -4,10% em janeiro, -5,80% em fevereiro e -1,45% em março.

Fonte: Comerc

Fonte: Comerc

Comparativo setorial

No comparativo setorial mensal, os setores de Material de Construção Civil e Higiene e Limpeza registraram aumento do consumo de energia em março de 2015, com 6,17% e 2,12% respectivamente, em relação a fevereiro do mesmo ano. O setor de maior queda no consumo de energia foi o de Papel e Celulose, com -9,28%, seguido do de Comércio e Varejo, com -2,61%. De modo geral, a maior parte dos setores demonstra leve recuperação do consumo de energia em relação a fevereiro, o que pode estar relacionado, como já mencionado anteriormente, aos três dias úteis a mais em março.

No comparativo anual, em que os efeitos da sazonalidade são reduzidos, os resultados indicam o contrário – a maior parte dos setores não se encontra nos patamares de consumo de energia registrados em 2014. As maiores quedas estão no setor de siderurgia, com -8,98%, e de Papel e Celulose, com -8,15%. Dos onze setores avaliados pelo Índice Comerc, no comparativo anual, apenas três registraram aumento do consumo de energia nesta base – Embalagem (0,86%), Higiene e Limpeza (3,88%) e Alimentos (2,13%).

Fonte: Comerc

Fonte: Comerc

 

 

 

Como reduzir custos na sua empresa

Separamos 6 dicas para te ajudar com a economia de energia no final do mês.

Baixar ebook

Mais notícias sobre Energia Renovável