Seja livre

Tenha a possibilidade de otimizar e economizar no custo da energia

Por que ficar sujeito às tarifas de forma passiva, se você pode negociar preço, prazo e indexação da sua energia?

Por que comprar obrigatoriamente de um fornecedor, se você pode escolher de quem comprar?

Seja um consumidor de energia livre e garanta mais performance e rentabilidade para seu negócio.

Quem pode ser consumidor livre?

Empresas com demanda contratada igual ou superior a 500 kW

Empresas com demanda contratada igual ou superior a 500 kW, por unidade ou somatório de unidades com o mesmo CNPJ, podem adquirir energia gerada por fontes renováveis, tais como hidrelétricas de pequeno porte (PCH), termelétricas a biomassa, fontes eólicas, entre outras.

Empresas com demanda contratada igual ou superior a 3.000 kW

Já empresas com demanda contratada igual ou superior a 3.000 kW, podem adquirir energia de qualquer fonte de geração, incluindo as grandes hidrelétricas do país e as mais modernas usinas térmicas e eólicas.

Como funciona

O Mercado Livre de Energia no Brasil surgiu para estimular a livre concorrência e, assim, reduzir os custos com energia elétrica. O consumidor livre pode traçar suas próprias estratégias e negociar livremente as condições comerciais de contratação da sua energia. Tem a possibilidade de escolher preço, prazo e indexação. Além de ter flexibilidade quanto ao montante de consumo. O consumidor livre também pode escolher seu fornecedor de energia, que pode ser um Gerador ou um agente Comercializador, que é o caso da COMERC Trading.

No mercado cativo, os consumidores só podem comprar energia elétrica de uma concessionária ou de uma permissionária que tem a concessão para fazer o serviço de distribuição. O consumidor cativo não tem a possibilidade de negociar preço, ficando sujeito às tarifas de fornecimento estabelecidas pela ANEEL. Compram energia elétrica de distribuidoras que adquiriram essa energia através de leilões, portanto precisam repassar esses custos ao consumidor.


Migração

Não é segredo para ninguém. O Brasil vive, atualmente, uma das situações mais complicadas da energia no país. A sequência de anos de baixa afluência (pouca chuva) levaram os reservatórios a níveis alarmantes. Consequentemente, estamos produzindo energia elétrica com usinas térmicas, o que eleva muito o preço do megawatt-hora.

Para complicar mais, a redução das tarifas ocorrida em janeiro/2013 passou uma sinalização errada para os consumidores do mercado cativo, não alertando esses consumidores sobre a necessidade de redução do consumo.

No entanto, a expectativa é que os preços no mercado livre voltem a um patamar de equilíbrio e que se possa adquirir energia para os próximos anos a preços competitivos.

Como a migração para o Mercado Livre de Energia é longa e complexa, recomenda-se que as empresas interessadas iniciem o processo o quanto antes.

Benefícios

Redução de Custos

Redução de Custos

Este é um dos principais benefícios para quem migra do Mercado Cativo para o Mercado Livre de Energia. As empresas passam a negociar preço, prazo e indexação, além de poder adequar melhor seu consumo.


Previsibilidade Orçamentária

Previsibilidade Orçamentária

Ao poder negociar sua energia com antecedência no Mercado Livre, as empresas conseguem fazer uma previsão de orçamento, e não ficar sujeitas às variações e adversidades do Mercado Cativo.


Poder de Decisão

Poder de Decisão

No Mercado Cativo, os consumidores não podem escolher seus fornecedores de energia. Estão sujeitos aos aumentos e tarifas. Por isso, o Mercado Livre garante maior performance e rentabilidade para o negócio das empresas.


Poder de Decisão

Sustentabilidade

Ao migrar para o Mercado Livre de Energia, o consumidor pode contratar energia de fontes renováveis, diminuindo assim a emissão de gases de efeito estufa. Os clientes COMERC, que consomem energia renovável, recebem o Certificado Comerc-Sinerconsult de Energia Renovável, que atesta a redução de emissão de gás de efeito estufa, evitado pelo uso dessa energia incentivada.

Mercado Livre de Energia no Brasil

O Mercado Livre de Energia foi criado durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, em 1995, com a Lei 9.074. Ao criar esse mercado, o objetivo do governo foi estimular a livre concorrência, criando maior competitividade entre as empresas brasileiras e proporcionando a redução dos custos com energia elétrica. Atualmente, há mais de 1800 consumidores usufruindo os benefícios do mercado livre.

No Mercado Livre de Energia, o consumidor pode escolher o seu fornecedor de energia elétrica em toda a extensão do Sistema Interligado Nacional (SIN), conforme sua conveniência, bem como o melhor preço, ofertado pelos geradores ou agentes comercializadores.

Panorama Comerc

Panorama é o portal da COMERC que fornece não apenas informações de qualidade, mas conhecimento sobre os temas relacionados ao setor elétrico através de análises, vídeos e artigos. O Panorama COMERC é uma plataforma capaz de acompanhar minuto a minuto o que acontece de mais importante no mercado de energia.

Newsletter

Receba, com exclusividade, informações sobre a COMERC e o Mercado Livre de Energia.